Sobre Graziela Medeiros - Fotógrafa de Casamento e Família São Paulo-SP

Graziela Medeiros

A Equipe

Graziela Medeiros

Desde criança tenho interesse e admiração pela arte e por quem a pratica, seja ela expressa através de músicas, desenhos, ilustrações, dança, fotografia ou qualquer outra maneira. Em 2007 me formei em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda e minha vida no meio da fotografia começou efetivamente no ano de 2011. Hoje sou uma dessas pessoas movidas por emoções e sorrisos. Minha fotografia é marcada pela procura constante dos pequenos detalhes e de momentos que, por vezes, passam despercebidos. Momentos ímpares ao ar livre e inúmeras outras situações são cenários constantes em minhas fotos. Gosto de contar e registrar histórias verdadeiras, cenas espontâneas com nenhuma (ou muito pouca) intervenção. Entendo que a beleza da fotografia mora, justamente, em emocionar-se, fazer emocionar e vai além de toda a técnica estudada e adquirida. Resido em São Paulo – SP, mas adoro viajar. Estou sempre disposta a registrar e contar histórias através de imagens, seja onde for.




Carolina Schekiera

A fotografia entrou na minha vida como uma grata surpresa do destino. Sempre muito apaixonada por arte, especialmente música, sempre me aventurei um pouco em alguns universos momentâneos do desenho e da pintura, mas nunca pensei em fotografia.
E então o universo a trouxe para mim.
A fotografia, primeiro de tudo, em um momento de transição de vida, me fez nutrir um novo olhar para São Paulo. A cidade que eu tinha como fria se revelou, em cada enquadramento que arrisquei observar, maravilhosa e tremendamente especial. Depois, em um segundo momento quase sublime, ela me fez perceber o quanto de vida há no nosso dia a dia e que merece ser eternizado no tempo. Na verdade, além de arte, fotografia é para mim um relicário atemporal daquilo que merece - e deve - ser congelado no tempo. E então participei de cada momento que me foi permitido com coração completamente aberto. Ajudar a fazer a iluminação, cuidar de um bebê, conversar com as famílias, estar junto de cada trabalho e, depois de um tempo, aprender um pouco da técnica que estava ali, pronta para que eu bebesse da fonte. A Graziela, com sua generosidade e coração gigantes, me ensinou cada mínimo detalhe e então, agora, por que não ter como ofício aquilo que, antes de qualquer pretensão, virou paixão?




Além de nós, contamos com alguns amigos/parceiros que nos ajudam a contar e registrar histórias em alguns eventos específicos.